7 tipos de latidos de cachorro: quais são e como resolver

Você já parou para pensar sobre porque os cachorros latem e quais são os tipos de latidos de cachorro? 

Durante brincadeiras, quando estão sozinhos em momentos em que estão próximos a outros cães, seu cachorro emite diferentes tipos de latido para cada situação. Além disso, existem latidos que significam tédio, excesso de energia e até dor. 

Por isso, antes de buscar por dicas de como fazer o cachorro parar de latir em excesso, é importante entender porque ele está latindo. 

Cada latido tem um significado e compreendê-los vai te ajudar a melhorar a sua comunicação com seu pet. Afinal, latir é o modo de falar dos cães. 

Então, vamos direto ao assunto, e vamos entender quais são os principais tipos de latidos de cachorro e como interpretá-los. Confira!

7 tipos de latidos de cachorro: entenda quais são

Criamos uma lista com os principais Tipos de latidos de cachorro para você acompanhar e identificar o que a insistência do latido do seu dog quer te dizer:

  • latido de alegria, 
  • estresse e excesso de energia
  • tédio,
  • frustração,
  • latido de estado de alerta (identificação de situação de risco), 
  • problemas de saúde ou dores,  
  • possessividade ou tentativa de domínio do ambiente.

Quer entender mais sobre cada um dos tipos de latido de cachorro? Acompanhe a explicação. 

1. Alegria

O latido de alegria, ou entusiasmo, geralmente, acontece quando cães brincam ou estão muito agitados. 

Também é comum n hora de comer ou quando percebem que vão passear. 

É importante controlar a ansiedade dos animais, mesmo durante o momento de diversão, para que você possa controlá-lo com mais facilidade. 

Animais ansiosos não ouvem seus donos e dificilmente obedecem. 

Espere o cão se acalmar e parar de latir para aí sim continuar a brincadeira ou iniciá-la. 

2. Estresse e excesso de energia

Latidos de estresse ou excesso de energia são latidos similares. Ao contrário do primeiro tipo de latido de cachorro, neste os cães não estão felizes. 

Assim como nosso humor fica abalado quando estamos estressados e temos mais tendência a iniciar discussões, os cães também. 

Nos cães, um dos maiores motivos para estresse é a falta de exercício físico e o acúmulo de energia. Ficar trancado em um espaço pequeno também. 

Por isso, para diminuir o estresse e o latido dos cães, mantenha uma rotina de passeios diários. 

Se o seu cão não tem um bom comportamento no passeio, indicamos que leia o artigo, “10 dicas para passear com cachorro! Hábitos simples para aproveitar ao máximo esse momento”. 

Considere também aprender como adestrar um cachorro em casa e tenha longas e prazerosas caminhadas. 

3. Tédio

Quando você fica muitos dias sem fazer nada, você começa a sentir tédio. Esse sentimento não é bom e te deixa desconfortável. 

Quando seu cachorro fica muito tempo sem atrativos, sem desafios corporais e mentais, isso também acontece. 

A forma de comunicar que está com tédio é latindo. Geralmente, esse latido é para chamar sua atenção. O cão vai até você e começa a latir na sua direção. Em alguns casos leva um brinquedo na boca ou algo parecido.

Para diminuir esse tipo de latido invista no enriquecimento ambiental que ajude seu cão a trabalhar a mente. Os passeios são indispensáveis, mas os brinquedos e os desafios também. 

Se você trabalha fora o dia todo, procure deixar brinquedos criativos para o cão. Lembrando que esse tipo de prática também reduz comportamentos como roer móveis e destruir objetos da casa.

Conheça mais sobre enriquecimento ambiental no vídeo abaixo. Leia também: “[Guia] Melhores dicas de como acalmar cachorro agitado”.

4. Frustração

A frustração é um sentimento associado a não conseguir o que se deseja. 

Os animais podem sentir isso por diferentes razões, desde um mau comportamento (como uma criança mimada) até problemas com o ambiente, como quando não consegue tirar o petisco de um brinquedo. 

Nesses casos, tente identificar a fonte da frustração observando o que o cachorro estava fazendo antes de começar a latir.  

É importante saber desafiar o cachorro, mas dosar para que ele consiga cumprir suas demandas. 

5. Latido de estado de alerta 

Essa é a resposta de porque os cachorros latem para estranhos. Proteger o ambiente onde mora é um dos objetivos do cachorro. Por isso, quando ele sente que o ambiente está em perigo de ser invadido, ele late. 

Faça treinos para controlar o ímpeto de latidos do cão, principalmente, para que você possa receber visitas com tranquilidade.

Geralmente, após o dono mostrar intimidade com a pessoa, o cão para de latir. Caso isso não aconteça, é interessante buscar ajuda no adestramento, inclusive fazendo cursos de adestramento para cachorros online.

Outros latidos de alerta também podem acontecer devido aos sentidos aguçados dos cães. Ao identificar algum risco o cachorro late para avisar os tutores. 

6. Problemas de saúde ou dores

Em casos de dores, ou doenças que causam incômodos, como cegueira, os cães podem ficar irritados e latem por essas razões.

Para identificar se realmente o animal está com algum problema de saúde, é importante estar atento ao comportamento geral do animal. 

7. Possessividade ou tentativa de domínio do ambiente

Geralmente esse tipo de latido de cachorro acontece quando há outro cachorro por perto ou outro animal, como gato. 

Na tentativa de mostrar que o ambiente é dele, o cachorro late com certo tom de agressividade. 

Para evitar esse tipo de latido e comportamento é importante treinar alguns comandos de adestramento, para que ele aprenda a viver na companhia de outros cachorros.

Se o animal não está acostumado com outros pets, tenha muito cuidado ao apresentá-los, principalmente, se for um ambiente como a sua casa. O ideal é fazer todo o processo aos poucos. 

Adestramento como facilitador para a redução de latidos 

O adestramento de cães é um facilitador para o convívio do animal com outras pessoas, com outros animais, e até com a sua família.  

O adestramento ajuda você a se relacionar melhor com seu cão e a oferecer melhor qualidade de vida para ele e para a sua família. Nos cursos de adestramento para cachorros online  você vai aprender a:

E ao contrário do que muita gente pensa, é possível adestrar o cão em casa, com investimento mais baixo, aproveitando os cursos de adestramento para cachorros online voltados para tutores e que custam a partir de R$49,90, como as opções:

Cadastre-se em um desses cursos e aprenda como deixar seu cachorro mais calmo e feliz.

Comente Abaixo