Filhote agitado e mordendo: 4 dicas para educar seu novo doguinho 🐶

A chegada de um animal de estimação em casa exige cuidado e bastante dedicação da família para tornar a convivência com o animal o mais agradável possível. Tudo isso deve começar assim que o cão chega em casa. E uma das questões que mais geram dúvidas estão relacionadas a filhote agitado e mordendo. 

É normal o filhote de cachorro morder muito, mas existem muitas razões para isso e também existem muitas formas de evitar que isso aconteça, principalmente, para evitar que o animal morda a mão do tutor e de visitas, o pé, móveis, chinelos e por aí vai. 

O primeiro motivo de um cachorro morder é a necessidade de “coçar” os dentes que estão crescendo. Isso acontece também com bebês humanos, não é mesmo? 

E assim como com bebês, você deve oferecer brinquedos que sejam voltados para essa questão. Em pet shops e lojas especializadas é possível encontrar ossinhos e brinquedos que devem ser oferecidos para os filhotes de cachorro agitados e mordendo. 

Entretanto, existem outras razões para que um filhote de cachorro fique agitado e mordendo: falta de passeio, tédio, necessidade de chamar atenção e mais. 

Independente da razão sobre porque o cachorro está mordendo é importante que você evite esse tipo de comportamento o quanto antes. Isso porque estimular esse comportamento pode ser perigoso no futuro, isso sem contar que é desconfortável.

Assim como é fundamental educar seus filhos, é indispensável que eduque os animais, somente assim será possível uma convivência de qualidade ao longo dos anos. 

A seguir, separamos algumas dicas de como controlar um filhote agitado e mordendo, para oferecer uma melhor qualidade de vida para ele e todos os demais moradores. Tome nota!

Filhote agitado e mordendo: 4 dicas práticas para educar seu doguito!

É muito comum a pergunta: quando o filhote de cachorro para de morder? 

Quando estamos falando de mordidas relacionadas à troca de dentição, geralmente, estamos nos referindo aos primeiros meses de vida do animal, mais precisamente dos 4 a 6 meses de vida do cão. Entretanto, por outros motivos essa “mania” pode continuar por muito tempo se você não tomar atitude. Por isso vamos a algumas dicas de como evitar isso. 

1. Não incentive e diga NÃO às mordidas desde o início

Não importa a razão das moridadas estarem acontecendo e se elas são na mão, no pé ou em móveis e sofás. Para cortar esse hábito do animal é fundamental que você não o estimule a morder nunca!

Quando o cachorro iniciar as mordidas diga “não” com entonação e foco. Sua voz deve estar firme e seu rosto indicando insatisfação. Acredite, o cachorro entende você pelo tom de voz.  

Não é necessário gritar muito menos bater no animal, mas é importante ser firme.

Mesmo que você ache uma gracinha ver o cachorro mordendo e não sinta a menor dor por causa dos dentes pequenos, esse é um hábito que você deve evitar. 

2. Ofereça outros objetos apropriados para mordida

É comum que muita gente afirme que “meu cachorro brinca de morder”, entretanto, para que isso não se torne um problema, corrija quando ele estiver mordendo lugares inadequados e errados, e quando ele parar ofereça um objeto para que possa aliviar a vontade de coçar os dentes ou de mesmo brincar. 

Como dissemos acima, existem muitos brinquedos feitos para que cachorro possa morder e se distrair, e eles existem para diferentes idades e portes de animais.

3. Tenha uma rotina de atividades físicas para o animal

Nem sempre um filhote agitado e mordendo está respondendo à necessidade de coçar os dentes, mas também ao tédio e ao excesso de energia acumulada. 

É fundamental que cachorros de todos os portes passeiem, diariamente, por um período de 30 e 60 minutos. 

Isso drena a energia deles, deixando-os mais calmos, menos agitados.

Aprender como passear com cachorro é importante também para responder a outras dúvidas, por exemplo, como acalmar o cachorro e fazer o cachorro parar de latir em excesso. 

É claro que o passeio não é o único mecanismo de fazer tudo isso, mas é um dos ítens que não faltam no checklist de adestradores e profissionais de cuidados com animais. 

4. Domine técnicas de adestramento

Por falar em adestramento, é cada vez mais comum que tutores de animais busquem ajuda profissional para ajudar a controlar os comportamentos de seus cachorros. 

É claro que um adestrador particular está fora do alcance financeiro de muitas pessoas, por isso, indicamos que você realize um curso de adestramento online, barato e super eficaz para controlar filhote agitado e mordendo e para ter maior controle sobre seu cão, seja ele filhote ou adulto. 

Muito mais que dicas, os cursos vão te ensinar técnicas para controlar filhotes de cachorro mordendo e rosnando. Dessa forma, você terá menos preocupações com seus animais. 

Por isso, se você quer aprender como adestrar um cachorro filhote e também adulto indicamos que realize um curso de adestramento, que pode ser adquirido a partir de R$49,90. 

Aprender como adestrar cachorro em casa vai ajudar não apenas em como fazer cachorro parar de morder tudo, mas também a evitar ou corrigir outros problemas como:

  • latidos em excesso, 
  • fazer coco ou xixi no lugar errado, 
  • agitação,
  • agressividade, 
  • necessidade de atenção o tempo todo. 

Um curso de R$49,90 vai evitar que você receba multas do condomínio, tenha problemas com vizinhos e mesmo que precise gastar para comprar um novo sofá e outros móveis. 

Aproveite e inscreva-se em um dos cursos de adestramento de cachorros online e livre-se desses problemas:

Em especial, indicamos o curso da Escola de Filhotes, voltado para você que quer entender sobre o comportamento do seu filhote e as principais práticas para educar e organizar sua rotina.

Faça sua inscrição, conclua um dos cursos que indicamos e depois conte pra gente como está sendo sua experiência ao aplicar o que aprendeu.