Microchip para gatos: o que é, prós, contras. É uma boa?

Já ouviu falar sobre microchip para gatos, mas não sabe ao certo o que é e nem como funciona? Aqui você tira todas as suas dúvidas sobre o assunto, vê seus prós e contras e decide se coloca no seu crush pet ou não.

Para você ter uma ideia, segundo pesquisa da Harbor Viewvet, normalmente, menos de 2% dos gatos que chegam no abrigo retornam para sua família. Agora, no caso de gatos que foram chipados, esse número aumenta para 38%.

Portanto, já deu para ter uma ideia do porquê chip para gatos é preciso, né? Para te ajudar a entender melhor, falaremos ainda sobre esses aspectos do microchip para gatos:

  • Microchip para gatos o que é
  • Microchip para gatos como funciona
  • Microchip para gatos para que serve?
  • Microchip para gatos: vantagens e desvantagens
  • Devo microchipar meu gato?

Então é um guia completo sobre o assunto. Para entender mais, é só continuar com a gente.

Se você tem um gatinho e ama dar mimos para ele, dá uma passada no nosso conteúdo sobre petisco natural para gatos. Agradinhos saudáveis e saborosos, tudo de bom!

Microchip para gatos o que é

Trata-se de um microchip que é introduzido sob a pele do animal. Ele é do tamanho de um grão de arroz, é envolvido por uma cápsula biocompatível e serve como forma de identificação dos dados do bichinho.

Em outras palavras, é uma espécie de coleira, só que está implantada no pet. Assim, não corre o risco do gatinho perder ela e auxilia na identificação.

No Brasil, ainda é algo novo e está sendo estudada a ampliação de sua implementação. Para ter uma ideia de como é comum nos EUA a utilização do microchip, para viajar para lá com seu pet é preciso que ele tenha microchip.

O resultado disso? Um menor número de animaizinhos perdidos e, os que se perdem, retornam mais vezes para os donos.

Microchip para gatos como funciona

É um chip do tamanho de um grão de arroz e é colocado com o auxílio de uma pessoa profissional, como veterinário ou veterinária. É introduzido com uma seringa e colocado na nuca do animal para facilitar a leitura.

O procedimento é no estilo de uma vacina. Raramente dá reações no gatinho, mas converse com o profissional que cuida da saúde dele antes de tomar a decisão. Saiba sobre os riscos direitinho.

De modo geral, não há contraindicações de raça ou tamanho. O chip é implantado e não precisa ser recarregado porque fica desativado a maior parte do tempo. Ele só ativa quando está para ser scanneado por uma leitora, aí é quando mostra os dados.

Se quiser visualizar como é essa leitora, é só conferir no link abaixo:

Sua durabilidade é de até 100 anos e você pode realizar o procedimento no seu pet a partir dos dois meses de vida. Esse vídeo mostra muito bem como é tranquilo:

Lembrando que apenas o médico veterinário deve realizar a aplicação, ok? Se você gosta desta área, dê uma conferida em curso de auxiliar de veterinário… se profissionalizar pode ser uma boa.

Para que serve microchip em gatos? 

Para identificação. Assim facilita de encontrá-lo caso ele fuja. Não é certo que você terá de volta, mas é uma chance a mais. É bacana porque você pode colocar alguns dados a mais. Como por exemplo:

  • Dados de identificação do tutor
  • Número de telefone
  • Endereço atualizado

Esses dados ficam registrados no banco do Centro de Zoonoses de cada prefeitura. Então fica em um lugar como um registro geral.

O ideal é que se tenha uma coleirinha e o microchip para caso ela esteja perdida. Assim você aumenta ainda mais as chances de reencontrar seu pet.

Serve então como um método preventivo para que o gatinho não se perca de você. Só quem tem pet sabe como morremos de medo de que os bonitinhos escapem, né? Por isso o microchip em gatos é tão interessante.

Microchip para gatos: vantagens e desvantagens

Para te ajudar a analisar se realmente vale a pena o microchip para gatos, reunimos aqui alguns prós e contras. Se liga:

Prós

  • Confiabilidade dos dados
  • Reconhecimento imediato
  • Não tem chance de perder
  • É uma alternativa para controle e diminuição do abandono e maus tratos de animais

Contras

  • Burocracia para realizar o registro do pet
  • Por ainda não ser muito popular no Brasil, não são todas as clínicas e instituições que possuem leitor
  • Não oferece a ferramenta de GPS, portanto não dá para você localizar o bichinho. Apenas serve como identificação
  • O investimento para colocar não é exatamente alto, mas é um gasto a mais

Devo microchipar meu gato?

Para tomar essa decisão, é bacana ter uma conversa mais profunda com o profissional que cuida da saúde do gato. Só que, é possível dizer que os benefícios de microchipar o gatinho são muito interessantes.

É válido também conferir nas suas finanças se é algo viável. O preço para introdução dos chips varia, em média, entre R$90 e R$100. É um gasto único, então não é exatamente inacessível, mas veja se é um gasto possível para você.

Além disso, confira sobre aspectos da saúde do seu gatinho. Se ele for alérgico, por exemplo, é necessário confirmar se não tem possibilidades de reação.

Se esse não for o caso e você tiver a graninha para fazer, microchipar o gato pode ser bem positivo. Só lembre de confirmar com o vet.

Tirou suas dúvidas sobre microchip para gatos?

Salve a página para retornar sempre que precisar. Aproveite também para conferir nossa lista de melhores camas para gatos. Ter um conforto maior pode ajudar a diminuir o desejo do seu crush pet de fugir.

Veja também: 

Crush Pets
  • Crush Pets é um Blog para todos os amantes de Pets. Seja cachorro, gato, tartaruga, furão, peixe... tanto faz! Aqui juntamos a comunidade e falamos sobre como cuidar dos animais que amamos 😉

ARTIGOS RELACIONADOS

POSTS FRESQUINHOS