Humanização de animais: entenda o que é, riscos e como lidar.

Muito tem se falado sobre a humanização de animais. Só que afinal, o que é isso? Qual é esse comportamento? Isso tem riscos? Por fim, como lidar com essa situação?

Respondemos a todas essas questões ao longo do conteúdo. Então aqui você vai se informar, entender o que de fato é, como pode te afetar e, por fim, como contornar esse cenário.

Dessa forma você entende melhor como estabelecer um laço afetivo, carinhoso e saudável com o seu pet. Assim a relação fica positiva tanto para o tutor quanto para o bichinho!

Se você se preocupa com o bem estar do seu pet e quer melhorar a relação, talvez vale a pena conferir alguns cursos de adestramento de cães. Pode ser uma alternativa para ajudar nesse processo.

Portanto, vamos logo entender sobre a humanização de animais e o que ela causa.

Humanização de animais: o que é

Em resumo, é quando as pessoas tratam animais como seres humanos. Buscam dar para eles alimentos, acessórios e os tratam como pessoas ao invés de pets. Basicamente, é isso o que é humanização de animais.

É também conhecido como antropomorfização dos animais e conta com pesquisas científicas voltadas a respeito desse fenômeno.

O artigo científico Guloseimas para Animais de Estimação: Comensalidade, Afeto e Antropomorfismo fala sobre esse processo e as compras para pets. 

Nele, a pesquisadora analisa os presentes que tutores dão para seus pets, incluindo aqueles que não são comestíveis.  

A partir disso, ela compara a semelhança dos mesmos com artigos que convencionalmente são presentes de crianças, fazendo a associação com a humanização.

Esse é um exemplo sobre o que é a humanização de pets e como tem sido pautado em pesquisas. O vídeo abaixo do psicanalista Christian Dunker também revela que o tema vem sendo pesquisado e tratado de forma séria:

Qual o comportamento?

Na humanização de animais os donos transferem atributos humanos para os animais. Visualizam a relação e o laço entre duas pessoas, tratando como se fosse um filho ou filha.

Então há uma personificação dos animaizinhos. Sendo algo não-natural e uma visão específica do pet. 

Há hipóteses que supõem que esse comportamento tem relação com o fato das pessoas estarem cada vez mais isoladas e individualistas. Substituindo assim a necessidade de afeto e troca com humanos pelo laço e companhia com os pets.

Então, é um comportamento muito específico e que tem ganhado a atenção também do mercado pet.  Sendo assim visto como uma das tendências, com cada vez mais lançamentos de produtos que humanizam os animais.

Descubra como fazer gato e cachorro se darem bem. Veja como deve ser o processo de adaptação desses pets de forma saudável para ambos. 

Quais os riscos?

Primeiramente, é importante deixar claro que quando falamos de humanização de animais de forma potencialmente prejudicial é quando é bem avançada. Não é só sobre chamar o pet de filho e ter um laço muito afetivo.

É sobre você não o enxergar como um animal, mas sim o equivalente à pessoas. Isso é complicado porque assim passa a tratá-lo de forma que não respeita as diferenças, colocando expectativas comportamentais que são adequadas à humanos nos animais.

Como por exemplo, colocar em cima do pet toda a responsabilidade de afeto e companheirismo, se isolando de outras pessoas. Isso é prejudicial para a saúde mental do tutor ou tutora, visto que a socialização com outras pessoas é fundamental.

Além disso, acontece de não respeitar as especificidades do animal. Há diferenças entre seres humanos e um bichinho doméstico, não dá para atribuir características humanas em cima dele o tempo todo.

Como lidar com a humanização de animais?

Com atenção a forma que você se relaciona e enxerga seus pets. É necessário não esquecer que são animaizinhos e entender o tipo de laço que existe entre tutor e animalzinho de estimação e suas especificidades.

Entenda a dinâmica e existência dos mesmos dentro da espécie que são, não atribuindo a eles características de seres humanos.

Por fim, evite se isolar ou deixar de criar laços afetivos com outras pessoas. Caso esteja passando por isso, procure ajuda profissional. Pode ser um indicativo de uma questão que merece ser analisada e compreendida com maior cuidado.

Entendeu o que é humanização de animais?

Compartilhe com alguém que você acha que precisa conhecer mais sobre essa situação da humanização de animais. Aproveita que chegou até aqui, veja nosso guia de como adotar um cachorro.

Isabela Montovani
Isabela Montovani
Gateira dona de dois lindinhos: Stark e Snow. Publicitária e viciada em mudar o cabelo. Ama desenhos animados, música, séries de comédia, livros, viajar e assistir vídeos no youtube. Nas horas vagas curte fazer playlists no Spotify ou escrever textos. Quer me conhecer? Me manda um inbox no insta.

ARTIGOS RELACIONADOS

POSTS FRESQUINHOS